Como realizar a abertura de empresas e filiais no exterior?

23 dezembro 2019
Rodrigo Ferreira

Em mundo globalizado, a abertura de empresas e filiais no exterior tem se tornado cada vez mais comum para empresas do Brasil (o que inclui as pequenas e médias). Esse fenômeno é ocasionado por uma série de fatores, principalmente pelos benefícios e vantagens que empresários podem auferir por meio da internacionalização de seus negócios.

Apesar das vantagens fornecidas pela realização da expansão internacional dos negócios, é necessário considerar que o processo de abertura de uma empresa, principalmente no Brasil, não é tão simples. De modo que o responsável por ele precisa lidar com algumas burocracias. Em muitos países do mundo, o cenário não é muito diferente.

Por esse motivo, resolvemos desenvolver um conteúdo com orientações mais completas a respeito do tema em questão. Leia o artigo e descubra como funciona a abertura de empresas e filiais no exterior!

Como abrir uma empresa no exterior?

Embora o processo de abertura de empresas e filiais no exterior seja burocrático, principalmente para empresas estrangeiras no Brasil, ele pode ser executado sem transtornos, desde que o responsável por ele conte com o auxílio de profissionais capacitados.

Neste contexto, o primeiro passo que deve ser dado é conferir se o CNPJ da empresa tem autorização de internacionalizar sua operação. Em certos casos, algumas mudanças no tipo societário da empresa, e até mesmo em seu regime tributário, precisam ser realizados antes que ela receba a autorização de operar fora do Brasil.

Uma vez que essa etapa terminou, o processo costuma ser muito mais simples e, via de regra, pode ser feito por meio de um computador. É natural que alguns países tenham como exigência um aporte mínimo para liberar a abertura de empresas e filiais, mas esse valor não costuma ser tão elevado.

Na Irlanda, por exemplo, esse valor costuma girar em torno dos €300.000 e permite que o investidor estrangeiro tenha acesso ao STEP (Immigrant Investor e o Tart-up Entrepreneur Programme). Um programa desenvolvido com a finalidade de ajudar o estrangeiro na abertura e administração de seu negócio.

Quais os benefícios de abrir uma empresa no exterior?

Para que um negócio se mantenha firme no mercado, ele precisa fazer uso de todas as ferramentas que tem à sua disposição. Esse é o principal fator que tem levado o empresário brasileiro a internacionalizar sua operação, auferir vantagens competitivas que permitam otimizar suas empresas e, claro, maximizar a margem de lucro.

Por isso, é interessante conhecer os benefícios que o empresário pode receber ao abrir empresas e filiais no exterior, continue a leitura e tenha acesso a esse conhecimento!

Mercado mais amplo

É verdade que a população brasileira, e o vasto território onde ela vive, fazem do Brasil um grande mercado consumidor. É importante considerar, porém, que em um mercado consumidor existem diferentes perfis e preferências, de modo que algumas empresas podem ter seus produtos e serviços alinhados apenas a uma pequena parcela da população.

Ao internacionalizar sua operação, porém, essas companhias ganham a capacidade de atender a um público ainda maior. O que permite aumentar suas vendas e, por consequência, seus lucros.

Mesmo as empresas que já tem uma vasta gama de clientes tendem a se beneficiar da internacionalização de seus serviços ou produtos. Afinal, ao desbravar novos mercados, conquistando novos clientes, seus retornos também se tornam mais elevados.

Acesso a uma moeda mais forte

Quando um empresário vende seus produtos, ou serviços, para um país em que a moeda é mais forte, como os EUA, seus retornos costumam ser mais elevados em relação ao Real. Por esse motivo, quando o Dólar se valoriza, produtos que são exportados costumam ficar mais caros, para que o empresário possa compensar a diferença de preços.

Portanto, ao abrir empresas e filiais no exterior, o investidor recebe seus rendimentos em uma moeda mais forte, o que tende a tornar sua operação muito mais lucrativa e confere um maior poder de compra no Brasil.

Vantagem fiscal

Por mais que uma empresa lucre, uma carga tributária elevada pode reduzir seu desempenho. Uma situação que se torna ainda mais grave em momentos adversos, de crise, ou em outras situações que o negócio não apura o lucro que era esperado.

É válido ressaltar, porém, que alguns países apresentam tributações bem mais amigáveis. Na Irlanda, por exemplo, o empresário precisa pagar em média 12,5% sobre os retornos apurados por sua companhia.

Ao abrir uma empresa, ou filial, em um país com impostos mais baixos, o empresário pode conseguir reduzir seus custos e, assim, ter acesso a um percentual maior de lucros, o que pode até mesmo ajudá-lo a financiar a operação da empresa em locais onde a carga tributária é mais complexa e pesada.

Que cuidados o empresário deve tomar ao abrir uma empresa no exterior?

A abertura de empresas e filiais no exterior tem o potencial de auferir uma série de benefícios para seus proprietários. Para que o negócio realmente seja bem-sucedido, porém, alguns cuidados devem ser tomados. Dentre eles, podemos citar os seguintes.

Pesquisar o mercado

Ao abrir um negócio, ou uma filial dele em outro país, o empresário tem a oportunidade de explorar um novo mercado consumidor para seus produtos ou serviços. Antes de tomar essa atitude, ele precisa pesquisar os hábitos de consumo da população.

Esse cuidado é necessário tanto para garantir que realmente existe apelo para o que o empreendedor pretende ofertar, no país em questão, quanto para que o empresário possa elaborar técnicas de marketing e vendas mais adequadas ao perfil dos clientes, ou seja, mais eficientes.

Conhecer as normas exigidas no processo

Assim como ocorre no Brasil, cada país tem suas normas e burocracias próprias para a abertura de uma empresa. Portanto, é necessário que o empresário se informe a respeito da regulamentação local para que seja capaz de se adequar a ela.

Contar com um contador consultor especializado

Se considerarmos todas as exigências necessárias para a abertura de empresas e filiais no exterior, é fácil chegar à conclusão de que o auxílio de um profissional capacitado é fundamental. O contator que possui expertise internacional tem amplos conhecimentos sobre as mais diversas questões fiscais relacionadas à operação de uma empresa em âmbito global, inclusive a respeito das demandas mais específicas para dar início ao processo de internacionalização.

Como acontece em todas as áreas, porém, existem profissionais que se focam mais na realização de um determinado tipo de atividade. Nesse contexto, é interessante buscar por um contador com expertise na internacionalização de empresas.

Isso porque o profissional com essa especialidade, tem mais experiência e conhecimento, pois está acostumado a realizar esse trabalho, o que tende a se refletir de modo positivo na execução dos trabalhos.

Conforme o processo de globalização avança, a operação das empresas brasileiras tende a se tornar cada vez mais internacional. Nesse contexto, os negócios que começarem a se adaptar primeiro às novas exigências do mercado e à nova realidade, podem garantir importante vantagem competitiva.

Agora que você entende como funciona a abertura de empresas e filiais no exterior, pretende implementar medidas para internacionalizar seu negócio? Deixe um comentário e compartilhe conosco sua opinião sobre o tema! 

Rodrigo Ferreira

Gerente de Atendimento e Marketing

CRC 1SP334423/O-8

Contato

contato-e-mail

Você também pode entrar em contato conosco diretamente pelo e-mail:
artdata@artdatacontabil.com.br

localização

Nossas Unidades:

UNIDADE MOGI MIRIM
Avenida Dona Sara Leme da Costa, 45
Nova Mogi
Mogi Mirim | SP
CEP 13800259
Tel (19) 3814 3888

UNIDADE CAMPINAS
Rua Luiz Otávio, 2565
Fazenda Santa Cândida
Campinas | SP
CEP 13087560
(19) 3471 0008

UNIDADE SÃO PAULO
Rua do Rócio, 350
10º andar | Vila Olímpia
São Paulo | SP
CEP 04552000
Tel (11) 3090 4504

UNIDADE RIVIERA DE SÃO LOURENÇO
Bertioga | SP
CEP 11250000
Tel (13) 2191 2600

© Artdata Contábil.